Login | SITEMAP | FAQS

Science & Society | News | Jovens adultos são os mais afetados por stress e solidão durante a pandemia

Jovens adultos são os mais afetados por stress e solidão durante a pandemia


O stress e a solidão durante a pandemia afetaram particularmente os jovens adultos durante o confinamento. Os dados são o resultado do estudo internacional Collaborative Outcomes Study on Health and Functioning during Infection Times (COH-FIT), coordenado em Portugal por Pedro Morgado, do ICVS da Escola de Medicina, e Sofia Brissos, do Centro Hospitalar Psiquiátrico de Lisboa.

Os dados preliminares revelam que, em Portugal, o agravamento do stress afetou um terço dos inquiridos, sendo especialmente significativo entre os jovens adultos(36%). Estes são também o segmento mais afetado pela solidão, com um registo desproporcionalmente elevado de agravamento deste estado comparativamente com os participantes de outras faixas etárias.

A irritabilidade foi um dos fatores, além do stress e da solidão, em que uma boa parte dos inquiridos reportou um agravamento, com um terço dos participantes neste inquérito a notarem um aumento dos índices de irritação.

Os hábitos de consumo durante a pandemia

Mais de 75% dos participantes admitiu um aumento do tempo consumido nos meios de comunicação social, o que foi mais notório nos homens (81%). Além do consumo de informação ter aumentado, os tempos livres foram, em metade dos inquiridos, despendidos entre contactos sociais, exercício físico e conhecimento sobre a pandemia de COVID-19.

Quando questionados sobre as estratégias utilizadas para lidar com as emoções geradas pela pandemia, a maioria dos inquiridos referiu novamente o contacto ou interação pessoal direta, o exercício físico ou os passeios, a utilização da internet, a procura de informação sobre a pandemia, acrescentando um outro fator fundamental: o trabalho, quer presencial, quer à distância.

Existem ainda diferenças na forma como homens e mulheres encontram as estratégias mais eficazes para lidar com estes sentimentos. Além dos já mencionados contactos pessoais ou o exercício físico, a intimidade física/atividade sexual foi uma das estratégias mais importantes para os homens. Por outro lado, para as mulheres a interação direta, a utilização da internet, as redes sociais e o trabalho foram as estratégias mais utilizadas para combater o stress e a irritabilidade durante a pandemia.


Copyright © 2012-2016 ICVS. All rights reserved.